Como vender nas redes sociais – Caso Prático

[singlepic id=605 w=450 h= float=]

Praticamente todas as empresas estão ou pretendem estar no Facebook (ou em outras redes sociais),  muito porque vêm o seu vizinho ou concorrente a estar presente nas redes sociais e não com o objectivo de estar nas redes sociais para vender. Quero dizer, as empresas até querem estar nas redes sociais para vender, mas não sabem como.

Como o nascimento do meu primeiro filho tive de me desfazer do meu Volkswagen Polo 1.4 Van de 2 lugares, pois neste momento já éramos 3 e por aqui o lema é para onde vai um vão todos! A venda teve de ser rápida por a logística de levar o Afonso para a creche com um carro de 2 lugares sem hipótese de desligar o Airbag é extremamente complicada.

Como o momento é de crise e a venda de carros não está fácil,  a minha opção passou diferenciar-me de quem usa o StandVirtual e Auto Sapo para vender carros e utilizar o Facebook para conseguir vender o meu carro rapidamente a alguém conhecido.

Como resultado desta campanha, em 3 dias obtive 5 contactos para a compra do carro, e a primeira pessoa que viu o carro ficou com ele.

Para ter sucesso na venda nas redes sociais ( e na internet) não basta criar uma página e pensar que os clientes vão aparecer À catadupa. Temos de cumprir pelo menos estes 6 parâmetros.

 

– Bom produto;

No caso, o meu Volksvagen Polo estava em óptimo estado de conservação. Sou extremamente cuidadoso com os carros pois tenho perfeita noção de que são o pior investimento que posso fazer na vida. Logo têm de ser carros estimados para durarem 12 a 15 anos.

– Bom preço;

De que me adianta pedir ” mundos e fundos” se depois não consigo vender o meu carro rapidamente. Pedi o valor justo pelo carro e assim não tive de fazer descontos promoções ou talões 🙂

– Transparência no relacionamento;

Desde o primeiro momento avisei que apenas vendia a quem pudesse testar o carro, dando preferência a um comprador de Aveiro. Mais do que publicitar características, pus o carro à disposição para fazerem um test drive e deixei os clientes À vontade se quisessem trazer mecânicos.

– Usar o canal correcto;

No caso optei pelo Facebook pois não sendo a rede onde tenho mais seguidores, é a rede em que tenho mais “amigos” da zona de Aveiro ou com ligação a esta zona geográfica.

– Boa rede de contactos;

Em vez de massacrar os meus amigos do Facebook com publicações constantes a “pedinchar para comprarem ou divulgarem o meu polinho, optei por enviar mensagens a alguns colegas com boas redes de contactos para que eles me ajudassem na divulgação da vendo do Polinho.

– Gestão do horário de publicação;

 O horário de publicação do primeiro anúncio no Facebook é fundamental para o sucesso da campanha e da venda. Neste caso a publicação ocorreu por volta das 20h e as republicações da minha rede de contactos duraram até às 22h.

Claro que para chegar aqui, já cometi erros em processos de venda, como foi o caso da venda do meu Golf, processo em que não cumpri muitos deste parâmetros e acabei por ter de vendar o carro a um stand, que era a minha última opção. É COM A PRÁTICA E OS ERROS QUE APRENDO!

Artigos semelhantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *